• Priscila Damiani Rodriguez

Decidi comprar um imóvel. O que preciso saber? Conheça pontos importantes.

Entre o desejo de adquirir um imóvel e a assinatura do contrato de compra e venda algumas questões extremamente importantes devem ser observadas.



Culturalmente a aquisição da casa própria é o grande sonho da maioria dos brasileiros. Planejamento, muito esforço, economia de uma vida são caminhos percorridos até finalmente a assinatura de compra e venda do imóvel.


Obviamente, os compradores desejam que este momento seja dotado de segurança, afinal muito sacrifício foi feito para a concretização desse sonho.


Posto isso, antes da formalização do negócio, é imprescindível deixar a ansiedade de lado e tomar alguns cuidados importantíssimos, a fim de se evitar surpresa e problemas futuros.


1) Planejamento


Primeiramente, é preciso muito planejamento, principalmente se pretender financiar parte do valor do imóvel. É muito comum, tanto em parcelamentos direto com os vendedores (no caso de incorporações imobiliárias) quanto em financiamento bancários, que as parcelas sofram reajustes mensais estabelecidos por contrato.


Procure saber os tipos de financiamento bancário, se as parcelas são fixas ou não, as formas de reajustes.


Lembre-se de deixar uma margem em seu orçamento, assim você evita a inadimplência e a possibilidade de perder o imóvel que lutou tanto para conquistar.


2) Análise prévia (due dilligence)


Imagine só, após muito sacrifício financeiro você finalmente consegue adquirir a sua tão sonhada casa, certo de que vai curtir os “melhores anos da sua vida”, tem a desagradável surpresa de descobrir que o mesmo possui uma altíssima dívida de IPTU, ou que o imóvel é objeto de uma batalha judicial entre o vendedor e um terceiro, ou ainda pior, descobre que caiu em um golpe, e que o vendedor, nem sequer era proprietário desse imóvel.


Para evitar esses e tantos outros riscos que podem ocorrer é que deve ser feita uma análise prévia, não só do imóvel, como também dos vendedores. Diversas são as situações que podem transformar a compra em pesadelo, outrossim, isso pode ser observado anteriormente e evitado antes que desperdice suas economias.


Perceba, essa análise preventiva tem por objetivo diminuir os riscos, e trazer as claras qualquer embaraço que o imóvel possa ter, de modo que o comprador, tome uma decisão ciente de todos os fatos, portanto com maior segurança.


3) Confecção/análise do contrato de compra e venda


Passada a fase de análises prévias chegamos finalmente ao contrato de compra e venda, mas não pense que os cuidados terminaram.


O contrato faz lei entre as partes, um bordão usualmente usado no meio jurídico e que revela a importância desse documento.


É nele que ficam estampadas as condições do negócio, as partes, a descrição exata do imóvel, a forma de pagamento, a aplicação de multa por descumprimento, dentre outros. E agora que você já sabe a importância desse documento, compreende porque um modelo de contrato de compra e venda em word encontrado no google, te colocará em maus lençóis.


A compra e venda de imóveis é uma grande negociação, e deve ser tratada como tal, e agora que você já sabe disso, imprescindível a orientação por um profissional habilitado (diga-se advogado), que será capaz de fazer uma análise prévia, verificar os riscos do negócio (se é seguro), observar se há algum embaraço no imóvel, esclarecer as dúvidas, e confeccionar um contrato bem feito e específico para a situação, possibilitando a você sonhos tranquilos no novo imóvel.


Caso tenha ficado alguma dúvida não deixe de me mandar um e-mail: contato@priscilarodriguez.adv.br



10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo